Menu

seijun suzukiUm dos maiores ícones do cinema japonês, o veterano Seijun Suzuki, morreu, em Tóquio, no último dia 13 de fevereiro, vítima de uma doença pulmonar crônica.
Suzuki ficou conhecido, na década de 60, por criar longas que retratavam a Yakusa, a máfia japonesa. Um dos filmes mais famosos do diretor foi “A marca do assassino”, que contava a história do matador de aluguel Número 3, dentro da organização.
Texto: Fabrícia Sember
Foto: Reprodução